Inspirações para o Veridiana

14:08



Você já enfrentou uma dificuldade em assimilar o tema de algum jogo? Talvez por referência de texto, áudio ou vídeo? Pois bem, às vezes eu sinto isto, mas sempre tento buscar uma forma mais próxima de entender o que o autor deseja trabalhar no jogo. Muitos jogos analógicos, principalmente os boardgames, são mais fáceis de transmitir, pelos seus componentes. No caso do jogo Verdiana, como expliquei no post anterior, eu não tenho tantos componentes que de forma instantânea o jogador compreende o que está sendo dito. Portanto, abaixo você encontrará uma lista de inspirações.

Journey


Contém spoilers. Journey é um jogo digital lançado para Playstation 3 em 2012. Ganhou inúmeros prêmios e vocês podem conferir aqui. A história é baseada em um personagem enigmático, que não fala e, que seu objetivo é chegar no pico de uma montanha. Ao longo da sua jornada ele recordará parte da história de sua nação. Tudo é muito abstrato. E necessita de uma visão muito ampla sobre como cada capítulo é mostrado. É um jogo feito de forma brilhante. Abaixo o trailer oficial e um gameplay completo.




Thundercats 2012 (Episódio 4: Song of the Petalars)


Este é o episódio mais lindo e sensível da saga. Admirável. Aqui vemos a jornada veloz das criaturas pequenas na floresta. Neste episódio, nota-se a percepção de como é viver intensamente seus desejos. Mesmo que eles sejam curto. É uma visão bem fora da caixa de como, humanos, ainda não compreendem exatamente o valor da vida. E questionamos sempre, o nosso tempo de vida. E abandonamos o valor fundamental, que é sentir o presente, viver este presente. Até hoje fico muito sensível a mensagem e as criaturas e os sentimentos que existem no jogo Veridiana foram diretamente inspirados neste episódio.


Child of Light 


Eu amo o jogo Child of Light. A história de Aurora recontada neste game é espetacular. A melodia, a ambientação, a forma como o sentimento dos personagens em 2D são expostos é incrível. A trilha sonora é apenas um dos temperos para trabalhar muito bem os elementos do jogo. Mas, o que me deixou tão admirado e inspirado para escrever o Veridiana são os sentimentos que os personagens vivenciam durante a jornada. E como a Aurora, mesmo criança, consegue ter uma visão tão pura em se colocar no problema destes personagens. É incrível, sem dúvidas. Deixarei o trailer oficial do jogo e na parte de baixo um vídeo análise.



Os Croods


O filme desenvolvido pela DreamWorks e que chegou em 2013 nos cinemas. O filme trata bastante sobre o amadurecimento da protagonista Eep. Mas no filme, os Croods precisam se cooperar e vencer seus principais dilemas e os perigos fora da caverna para encontrarem um novo lar, longe dos perigos da devastação iminente. Croods, trabalha muito bem sobre a jornada do novo lar. Com pitadas de heroísmo e humor. Quando assisti o filme me identifiquei bastante com o projeto. Por estarem conversando de forma paralela o tema da jornada do Homem vs Natureza.


Sweet Agatha



Este é um jogo coletivo de contar histórias. É um jogo bem ao estilo Criminal, Agatha, desapareceu, deixando algumas coisas para trás, mas nada que deixe claro o seu motivo. Dentro do jogo, os jogadores precisam trabalhar muito bem as pistas, reorganizando todo o livro, da forma como entenderem para construírem a história. A possibilidades de que o será um jogo sempre a mesma coisa é remota. O que bebi de inspiração disto foi a parte da doença consumir o papel (manual do jogo) para os jogadores compreenderem o valor da perda e, como isto provoca mais sensibilidade e imersão ao clima do jogo. Para maiores informações você poderá ler aqui.




Você poderá gostar também de:

0 comentários