Escolhendo a gráfica.

09:00



Este artigo foi inspirado neste post do blog Carreira Solo - Quero montar uma editora. Como fazer? A proposta é criar uma profundidade nos tópicos abordados. Demonstrar exemplos de fatos para provocarem questionamentos válidos sobre como iniciar esta carreira dolorida e prazerosa que é escrever e publicar jogos. Portanto eu continuo o artigo com o conteúdo:

Como escolher a gráfica?

Delicadíssimo. Esta decisão não pode ser tomada sozinha. Seria negligente de sua parte, a não ser que você autor independente seja um profissional especializado na área. Ter o contato de algum diretor de arte é fundamental no processo. Ele será o seu mentor ou talvez o responsável pela coordenação. Sendo assim ficará menos trabalhoso realizar esta tarefa. Obviamente dividindo a responsabilidade com o diretor de arte é fundamental alguns princípios.

  • Você tenha noção ou um contato com alguma(s) gráfica(s).
  • Qual é o prazo desejado para finalizar o processo?
  • Conhecer tipos de papéis, meios de impressão.
  • Saber o que você quer fazer exatamente com o seu material.
  • Levantamento de alguns orçamentos prévios.
  • Reunir todas as informações acima, documentá-las.
Provavelmente outras informações serão solicitadas, mas normalmente é são respostas que frequentemente serão utilizadas se consultarem muitos profissionais do ramo. Claro, é melhor também consultar pessoas que atuam no mesmo ramo do seu negócio. Procure também por alguns game designers independentes, eles fazem um ótimo trabalho editorial e estão sempre abertos para responderem estas dúvidas.

Conquistada a respectiva orientação é importantíssimo revitalizar um ponto. O que você deseja de fazer como material? Comece com itens simples. Vamos pensar em um seguinte caso. Você acaba de produzir seu jogo em algum concurso, mas logo no próximo mês tem um evento e é uma linda oportunidade de apresentar o seu jogo. Mas você apenas tem um rascunho, o que posso fazer?
  • (1) - Cartão de visitas.
Porquê? As pessoas precisam saber quem é você, o que faz e onde encontrá-lo. É necessário criar um vínculo entre autor e jogadores. Mas quanto fazer? Depende do quanto está disposto a gastar, mas no geral, comece pequeno.
  • (2) - Exemplar do jogo.
Entregar um exemplar do jogo (conteúdo mínimo necessário para realizar uma partida) exibido no evento incentivam as pessoas que consumiram o produto a apresentarem o material para outras pessoas. Eu sempre faço a proporção 1 para 4 no raio de divulgação e 4 para 1 jogadores que realmente vão comprar o seu produto. Então vamos lá em uma tabela esquematizar:
  • Jogadores que experimentaram e receberam um exemplar / Máximo de pessoas atingidas para o grupo de jogadores / Provavelmente o número de pessoas intencionadas a verdadeiramente consumir o seu produto.
  • 04 / 16 / 01
  • 16 / 64 / 04 
  • 64 / 256 / 16
E por aí vai. Claro que existem "N" métodos pagos e gratuitos para promover o seu produto, mas se for pouco a pouco, saiba que a escala é bem lenta para alguém que deseja lucrar com isto.
  • (3) - Conteúdo exclusivo ou recompensa pela colaboração
Sim, todos os visitantes desejam algo em troca. Eles estão usando o precioso tempo para te ajudar não só promover o jogo, mas de forma indireta sustentar um projeto. E o que dará eles em troca? Um abraço e aperto de mão? Atendimento e relacionamento são os primeiros itens que uma pessoa busca com algum artista/empresa/negócio. Apenas ser cordial e atencioso é apenas o mínimo desejável que as pessoas esperam de seu comportamento como artista/editor/representante de um livro. Utilize a criatividade para promover seu jogo. Já pensou em algo como fazer uma selfie promocional para garantir na hora algum brinde? Bem massa.

Isto é apenas passos para uma solução, depois você precisa quebrar a cabeça para continuar a sustentar o seu nome e o do produto na "boca do povo".

Para finalizar indico algumas gráficas para confecção de materiais, claro que são sugestões e cabe ao diretor de arte e você terem uma boa cartela de opções, principalmente que sejam locais.

Você poderá gostar também de:

0 comentários