3 coisas que geralmente juízes de concurso para produção de jogos de RPG citam e não consegui realizar.




Apesar do título ser um incômodo para a leitura ele vem a calhar principalmente neste desfecho de ano. Um momento em para refletir tudo que rolou neste ano. Prestei atenção nos comentários de juízes nos concursos de jogos para RPG (Faça Você Mesmo 2013, Game Chef 2013, RPGênesis 2013 (apesar de não ser um concurso e sim uma espécie Game Jam, mas explico isso melhor em outra oportunidade) e o Orquestra RPG. Quero fazer uma ressalva para o Laboratório de Jogos 2013 da qual fez amarrar toda a reflexão. Estas 5 arestas formaram um pentágono em que tentarei melhorar o processo de confecção de algum jogo para envio de concurso. Se isso te ajudar de alguma forma, não foi a minha intenção.

1. INSERIR OS MALDITOS EXEMPLOS DE JOGOS. Confesso, dá uma preguiça. Mas é o item de maior relevância para critério de avaliação. É a forma como o juiz tem como entender a proposta. Pode parecer maravilhoso (sim, e é maravilhoso) escrever/digitar o sistema de regras, mas os juízes não absorve da a ideia da mesma forma que imaginamos, portanto precisa de exemplos.

2. UM PEDAÇO DE CADA SISTEMA QUE NÃO DEFINE O JOGO. As experiências em outros jogos permite que combinamos o melhor deles e formamos um novo jogo. Eu não conheço um sistema totalmente original. Sempre será inspirado em algo. Mas a crítica não é focada no que o jogo é, mas como ele funciona. O jogo precisa funcionar de maneira harmônica, coesa, amarrada e que faça sentido. É um terreno perigoso e fácil de aterrizar. Não se preocupe em fazer um sistema puta inovador, apenas execute a sua ideia. Pode ser que ela seja bacana e a galera compre a ideia de imediato ou ela precisa de algum feedback para  mais tarde a galera curte. Mas alguém só curtirá a sua ideia se você gosta dela.

3. QUANDO MAIS É MENOS E MUITO BIZARRO! É necessário dar uma polida no texto. A gordura sempre existirá, porém não pode sobressair da carne e atrapalhar o sabor. O que ocorre com muita frequência quando se escreve um jogo. Este tópico é um reflexo do planejamento do projeto. Apenas um esboço em papel já te dá uma orientação para não sair do foco. Separar algum tempo para acompanhar se está indo tudo como planejado é fundamental.

0 comentários:

Postar um comentário

My Instagram