Diário de leitura - Torchbearer #01

01:39



Olá galera tudo bem? Com a ajuda do Igor Toscano ajudei a contribuir no crowdfunding do Torchbearer. Um projeto de Thor Olavsrud que contou com a ajuda de nada menos que Luke Crane onde utiliza o famoso Burning Wheel mais Mouse Guard e faz - corrijam se eu estiver equivocado - um hack para dungeon crawl. Praticamente a totalidade de pessoas que acompanho na internet sempre falam bem da mecânica do jogo do Burning Wheel e Mouse Guard, logo Torchbearer também será bom. Por isso o motivo de ler o livro.

O objetivo do diário de leitura é comentar de forma rasa o que está sendo dito no livro. Desejo motivar mais pessoas a consumirem a leitura e quem sabe montar uma mesa online via hangout com 12-20 sessões. Ops, falei de mais! Então vamos lá.


Torchbearer contém 200 páginas o seu pdf que foi liberado hoje - estava escrevendo isso no dia 07/07/13 às 23:00 - possui um texto muito bom. O texto é super direto e sem rodeios ou explicações excessivas - exemplo contrário: Fate Core. O livro é apresentado em uma introdução e mais 5 unidades. São elas:

Introdução:

  • The Light of Civilization Flickers. (post de hoje).
Unidades:
  • An Adventurer’s Essential Guide to Life on the Road.
  • The Dungeoneer’s Survival Guide.
  • Safe Havens and Other Poor Assumptions.
  • The Skein of Destiny.
  • Calamity, Calumny and Catastrophe: Rules for the Game Master.

The Light of Civilization Flickers é o cardápio que apresenta o jogo na seguinte ordem: Como é o universo do jogo? O que é o Torchbearer? O que é Roleplaying? O que cada unidade do livro irá tratar? Qual é o comportamento desejável em uma mesa dos jogadores? Qual núcleo da mecânica do jogo? Torchbearer me deu uma aula não só em escrita, mas como também a construção de um capítulo introdutório de um livro final. Confesso que fiquei com pavor ao ver a ficha do jogo antes de contribuir. Pensava em inúmeros sub-conjunto de regras que faz o jogo tornar-se complexo, mas ele foge e muito ao meu pensamento, por enquanto. Basicamente a configuração do jogo é assim:

  • O jogo dura 10-20 sessões.
  • Cada sessão dura 2-4 horas.
  • Cópia do livro de regras do jogo.
  • Fichas dos personagens.
  • Material para escrever.
  • 20-30 marcadores.
  • Muitos dados d6. Acredito que 6 é o ideal.
  • Baralho de ações (o que tem no Mouse Guard).

Para ter o domínio sobre as regras do jogo são necessárias 12 sessões, segundo o autor.


Percebe-se que o jogo tem alguns itens chamados de props. Isso me deixa bastante alegre por ter afinidade a isso. Torchbearer é um jogo que apresenta o conceito de exploração e sobrevivência. O mundo de Torchbearer é horrível de sobreviver, o clima é severo de mais. Alguma força enigmática, julgo da natureza, forçaram as criaturas a se refugiarem em cidades super populosas e miseráveis. Existe a tensão e muitos na cidade dão a mínima para quem é ou o que você pensa. O seu personagem se incomoda com essa situação sufocante e para provar o seu valor é necessário explorar e buscar uma prova de seu valor. Essa trama é muito interessante. O jogo não quer tratar sobre heroísmo. O próprio autor fala disso. Ele quer falar sobre decisões. A mecânica do jogo vai te impor a todo momento escolhas que precisam ser tomadas quase que instantaneamente, em outras palavras para mim, "passar o cagaço".

Mas mecanicamente o jogo funciona da seguinte maneira: Resultados 4, 5 e 6 é sucesso. Resultado 1, 2 e 3 é um resultado miserável. Existem também ajustes de condições forçando os jogadores a receberem mais ou menos dados e números de sucessos. Respectivamente com a notações "+?D", "-?D", "+?s" e "-?s". Não entendi muito bem, mas existe uma regra para o número 6. Onde este resultado pode ser preservado caso aconteça uma nova rolagem. Por favor alguém que leu confirme ou desmente isso. Grato.

Sobre detalhes visuais, o jogo tem a qualidade Old School. Tudo preto e branco com imagens bem legais.

No próximo post do diário será sobre a  unidade 1, onde trata sobre a criação do personagem. Até mais ver.

Abraços.

Você poderá gostar também de:

0 comentários