Não me custa nada

00:39



Esse post é uma dica (usa se quiser) para ajudar a galera da comunidade rpgística. Não sei se esta dica pode ser aproveitada para outros núcleos, mas enfim vamos ao que interessa:

Quando tu realizar o playtest do seu jogo, tenha a preocupação de: Saber o nome da pessoa e uma forma de entrar em contato direto com a mesma. Preferi o e-mail, por ter o hábito de estar na internet por muito tempo ao dia. Isso é fundamental para que tu desenvolvas um canal direto para informar estas pessoas à situação do mercado e sobre teu jogo. Se pretender publicar o seu jogo, ele precisa ser rentável, ou seja, que pelo menos não tome prejuízo. Para isso é importante ter pessoas que trabalham (profissional ou não) na tua área que estão alinhadas ao mesmo objetivo.

João é game designer e fez um jogo de RPG usando controle-remoto usado e quer divulgar o seu jogo. Tem visão para vender muito, 200 cópias impressas para ele o satisfaz, mas ele mora no interior e quase ninguém da cidade dele gosta de RPG. O que ele vai fazer?

João buscou na internet pessoas que são game designers que gostam e produzem RPG, mas diferente da sua ideia. Todos os contatos que João encontrou tem o mesmo objetivo, de vender. João propõe uma parceria. Parceria de indicação. Você me indica que eu te indico?

O mundo é cruel, João. Tente não pensar que você vai ganhar, mas sim, nas pessoas que jogaram o teu jogo vão ganhar. Certamente se João não conhece muitos RPGistas na cidade dele, quem dirá os seus jogadores. Portanto bolei e já executo estas soluções (para não dizer aí que não funciona tá). São elas:

  • Vai para a capital do estado: Com plena certeza tem um grupo de RPG na capital do seu estado, meramente impossível não encontrar 1. Tente frequentar pelo menos 1x por mês em algum encontro por lá. Vai descobrir pessoas novas, será legal e divertido. 
  • Faça um trabalho voluntário: Mecha-se, se está à procura de jogadores de RPG, por que não tenta organizar um encontro? Uma oficina gratuita? Pegue seu jogo e senta na praça pública para demonstração. Se virex aí mano, dá certo. Vai por mim. 
  • Vista a camisa da sua profissão: Não permita que alguém o abaixe seu esforço. Tu vai receber uma bordoada de barreiras até ficar calejado. Vai querer se afastar, mas é aí que tu tens que se mostrar mais forte ainda. Tenha a vontade de seguir em frente, mesmo tropeçando e a plateia rindo de você. 
  • Ajude todos do meio, sem exceção: Tu sabe que essa área não vai fazer tornar-se um Eike Batista da vida. Pegue o exemplo dos youtubers famosos (Monark, Leon, BRKsEDU, Venom, etc...) Começaram na merda, muitos tiveram dinheiro para investir, eles não tem muita coisa igual nós tínhamos no começo, mas sempre um foi ajudando o outro recomendando. Hoje a parceria é tão forte que é difícil separar e os fãs entram na vibe colaborativa. É maneiro.


Tente manter os seus contatos informados periodicamente (você determina o ritmo). Não custa nada, você também precisa da informação. Se eu recomendar alguém e ela não me recomendar? Continue recomendando e note o resultado.

Você poderá gostar também de:

0 comentários