Estúdio não é editora.

12:51



A principal motivação de elaborar este texto é para esclarecer uma situação que tem incomodado bastante. A falta de compreensão foi tanta ao ponto de realizar este tipo de posicionamento, até por questão de preservar uma imagem. Vamos lá.

Atualmente inaugurei o estúdio de jogos House Rules, da qual luto bravamente junto com apoiadores a publicar livros de RPG. Não é uma missão fácil. Apanhamos pra cacete e talvez vamos apanhar mais ainda. Porém muitos intitulam o estúdio como editora, portanto, devemos separar a água do vinho.

O estúdio é um recinto onde um ou o coletivo de pessoas tem a liberdade de criar, desenvolver e experimentar e produzir algo. Geralmente mais voltado para algo artístico. Pense como um local confortável para soltar a sua criatividade. É isso. Nosso compromisso é criar, desenvolver e produzir algo que soma uma nova experiência. Algo muito bom que tu vai “pagar pau”.

Editora tem inúmeras responsabilidades e que atualmente a Redbox, Retropunk e Jambô fazem muito bem dentro do nosso nicho. Eles coletam um material original e se responsabilizam pela distribuição do produto, revisão do original, projeto gráfico e ainda por cima precisam trabalhar diretamente com a gráfica.

Sintam a diferença. Para cumprir com estas obrigações são necessários profissionais qualificados dos quais pedem uma receita ou às vezes acordos em forma de porcentagem de cotas do projeto em troca de sua prestação de serviço. Então caso algum estúdio deseja assumir as funções que são pertinentes a uma editora, de duas, uma: O estúdio está próxima de tornar-se uma editora tentando ocupar um espaço no mercado ou a galera é pirada e tentará a publicação independente.

Muito obrigado pela compreensão.

Você poderá gostar também de:

0 comentários